NOVOS INTEGRALISTAS

Novos integralistas? A direita se organiza e começa a mostrar suas garras. O grupo que assumiu o atentado contra a produtora Porta dos Fundos se declara integralista. Mas a nova Ação Integralista Brasileira avisa que não teve nada a ver com a história. Até o advnto do Bolsonarismo, a Ação Integralista foi o único movimento político brasileiro de massas à direita na história da República. E chegou a ter um milhão de filiados num Brasil que não tinha chegado a 40 milhões de habitantes.Em Curitiba fazia sucesso, como se pode ver nessa foto de um comício dos galinhas verdes na Praça Tiradentes

Memória
No começo dos anos 30, o integralismo marchava nas ruas, cumprimentando com a saudação romana, braço estendido para o alto gritando “anauê”. Os participantes usavam calças preta para homens e saias branca para mulheres, com camisa verde abotoada até o colarinho – e mangas jamais arregaçadas.

Intelectuais
Ainda o integralismo original: no comando, eram todos intelectuais. O líder Plínio Salgado, além de político, foi romancista e lia poesias na Semana de Arte Moderna. Outros dois líderes, Gustavo Barroso, membro da Academia Brasileira de Letras e Miguel Reale, considerado o maior jurista brasileiro, eram muito respeitados. Na época, o integralismo atraia gente como D. Helder Camara, o folclorista Luis da Câmara Cascudo, San Tiago Dantas e até Vinicius de Moraes. Muito diferente, pelo que se vê, do novo integralismo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s